http://praias.cetesb.sp.gov.br

Emissários Submarinos

O que são?
Emissários submarinos são sistemas de disposição oceânica, destinados a lançar os esgotos sanitários no meio marinho, afastando-os da costa e visando aproveitar a grande capacidade de depuração do oceano, em função de seu enorme volume de água (Figura 1).

Quantos são?
Atualmente existem oito (8) emissários submarinos de esgotos domésticos em funcionamento no litoral paulista. Cinco (5) na Baixada Santista sendo três em Praia Grande, um em Santos e um no Guarujá. São três (3) no litoral norte, sendo dois em São Sebastião e um em Ilhabela (Tabela 1). No Canal de São Sebastião está localizado também o emissário submarino do Terminal Aquaviário da Transpetro. (Figuras 2 e 3).

Como funcionam?
Após a coleta, o esgoto é encaminhado para estações de Pré-condicionamento (EPC)
onde passam por um gradeamento, peneiramento para remoção dos sólidos e por último pela cloração. Posteriormente é encaminhado através de tubulações para ser lançado no mar pelos difusores.

Onde e como podem ser construídos:

  • De preferência em áreas abertas, onde a circulação oceânica é favorecida.
  • O mais distante da costa e o mais profundo possível
  • Os emissários devem passar pelo licenciamento ambiental

Possíveis impactos no ambiente marinho:

  • Acúmulo de matéria orgânica;
  • Excesso de nutrientes (eutrofização);
  • Sólidos em suspensão; diminuição da transparência;
  • Possibilidade de contaminação por microorganismos
Figura 1: Esquema de Sistema de Disposição Oceânica

Figura 1: Esquema de Sistema de Disposição Oceânica

Figura 2: Localização dos Emissários Submarinos da Baixada Santista (SP)

Figura 2: Localização dos Emissários Submarinos da Baixada Santista (SP)

Figura 2: Localização dos Emissários Submarinos da Baixada Santista (SP)

Figura 2: Localização dos Emissários Submarinos da Baixada Santista (SP)

Tabela 1: características dos Emissários submarinos da costa do estado de São Paulo.

Características dos emissários submarinos existentes

Município – Local

População
máxima

Vazão
máx
(m³/s)

Comprimento
(m)

Profundidade
(m)

Diâmetro
(m)

Tubo
difusor
(m)

Nº de
orifícios

Início da Operação

Ilhabela Itaquanduba

26.000

0,15

800

37

0,4

30

8

2010

São Sebastião
Pta. Cigarras

1.600

0,012

1.068

8

0,16

3.5

7

1985

São Sebastião
Pta. Araçá

21.396

0,14

1.200

17

0,4

25

6

1991

Guarujá Enseada

445.858

1,4

4.500

14

0,9

300

150

1998

Santos/SV  José Menino

1.322.100

5,3

4.000

10

1,75

400

158

1979

Praia Grande I  Praia do Forte

253.755

1,04

3.300

12,5

1

435

174

1998

Praia Grande II  Vila Tupi

348.635

1,3

3.400

13

1

570

228

1998

Praia Grande III Vila Caiçara

348.635

1,4

4000

12,5

1

435

570

2010